terça-feira, 6 de dezembro de 2016

19ª Exp./Retrosp. (programação)

19a mostra EXPECTATIVA / RETROSPECTIVA
08 a 18 dezembro 2016

46 filmes
43 sessões
38 longas-metragens (25 inéditos no Recife / 13 reprises)
08 curtas-metragens
04 debates
17 países representados
11 dias
01 sala
17 países : Turquia, Brasil, Itália, Espanha, Alemanha, Peru, Espanha, Estados Unidos, Japão, França, Bélgica, Canadá, Portugal, Coréia do Sul, Romênia, Moldávia. Lituânia.



quinta-feira, 08/12

13h45 – Cinco Graças
(Mustang, Tur./Fra./Ale., 2015) De Deniz Gamze Ergüven. Com Günes Nezihe Sensoy Doga Zeynep Doguslu. Tocante retrato de uma limitação social turca vivida por cinco jovens, apenas por serem meninas, que só querem experimentar as alegrias da juventude. As cinco irmãs são obrigadas a exercer tarefas domésticas a fim de serem preparadas para um casamento arranjado. Entretanto, as meninas não vão desistir de sua liberdade tão facilmente. Indicado ao Oscar e Globo de Ouro 2016 de Filme Estrangeiro; Vencedor do selo Cinema Europeu em Cannes 2016; Vencedor de 4 Césars 2016; Melhor filme europeu pelo Goya 2016. 94 min. / 14 anos /  DCP / Pandora /




15h35 - Câmara de Espelhos
(Bra. 2016) De Déa Ferraz. Documentário. Construída num estúdio, uma caixa preta cheia de espelhos como uma sala de estar recebe homens variados e os coloca diante de um espelho social? Estimulado por imagens que vêm uma tevê eles falam sobre as mulheres. O filme é um intrigante estudo realizado por Ferraz sobre o machismo e suas manifestações, sejam elas sutis ou grotescamente gigantes. Seleção 49o Festival de Brasília. DCP / 76 min. / Livre. / Parêa Filmes + Ateliê e Alumia Filmes.



17h10 - Mamma Roma
(Ita., 1962) De Píer Paolo Pasolini. Com Anna Magnani, Ettore Garofolo, Franco Citti. Neste que é o 2o filme de Pasoli, temos a magnífica entrega do furacão italiano Anna Magnani como a prostituta Mamma Roma, de meia-idade, que sonha em mudar de classe social para poder voltar a viver com Ettore, seu filho adolescente. Enquanto ela se esforça para dar de tudo a ele, o jovem prefere viver na rua, ao invés de estudar ou trabalhar. Melhor atriz (Magnani) em Veneza 1962. Zeta-FJ Filmes / 106 min. / Plano / P&B / 14 anos


19h15 - Precisamos Falar do Assédio
(+ debate: Déa Ferraz, Carol Almeida, mediação Cynthia Falcão)

(Bra., 2016) De Ana Paula Sacchetta. Na Semana da Mulher uma van-estúdio parou em nove locais em São Paulo e no Rio de Janeiro com o objetivo de coletar depoimento de mulheres vítimas de qualquer tipo de assédio. 140 decidiram falar. São relatos de mulheres de 15 a 84 anos, de zonas nobres ou periferias das duas cidades. Nos depoimentos puros, sem qualquer tipo de interlocução ou entrevista acompanhamos um desabafo, um momento íntimo ou a oportunidade de falar daquilo pela primeira vez. Exibido no 49o Festival de Brasília, o documentário não é para espectadores fracos pois o retrato social que nós apresenta e denso e lamentavelmente real. DCP / Plano / 18 anos / Mira Filmes / Inédito


sexta-feira, 09/12

14h - Cinema Novo
+ (Sessão Abraccine) + debate com Paulo Cunha
(Bra., 2016) De Eryk Rocha. Documentário. Um ensaio poético, um olhar aprofundado e um retrato íntimo sobre o Cinema Novo, movimento cinematográfico brasileiro que colocou o Brasil no mapa do cinema mundial, lançou grandes diretores e criou uma estética única, essencial e visceral que mudou a história do cinema e a história do Brasil para sempre. Vencedor do 1º Olho de Ouro no Festival de Cannes 2016 - 90min / 12 anos/ DCP / Vitrine Filmes.


16h30 - Ninguém Deseja a Noite
(Esp., 2015) De Isabel Coixet.  Com Juliett Binoche, Gabriel Byrne, Rinko Kikuchi. A diretora espanhola Coixet (Minha vida sem mim; A vida secreta das palavras) vai a gélida Groelândia em 1908 e leva com ela Binoche. A atriz vive a rica Josephine Peary. Ela é uma expedicionária que vai ao Pólo Norte em busca do marido. Dona de fortes convicções sobre a vida e seu trabalho ela muda por completo após um encontro com o esquimó Allaka. Seleção oficial Berlim 2015 / Vencedor de 4 Goyas 2016. Mares Filmes / 115 min. / DCP / 12 anos


18h50 - De Palma
(EUA, 2016) De Noah Baumbach e Jake Paltrow. Com Brian De Palma. Documentário. Bela aula de cinema a partir da trajetória profissional de Brian De Palma. Filme de Paltrow com Baumbach (Frances Ha) traça essa trajetória desde os experimentos iniciais, passando pelo convite a trabalhar em Hollywood e tornar-se famoso por sucessos que mexeram com o mercado cinematográfico. Na conversa sempre apimentado pelo humor de De Palma, curiosidades sobre o sucesso de Os Intocáveis, Missão Impossível e alguns fracassos, além da amizades com Copolla, Spielberg, Scorsese e as eternas lições tomadas com Hitchcock. RF Features / DCP / 110 min. / Plano / 14 anos

21h – Creepy
(Jap., 2016) De Kiyoshi Kurosawa. Com Hidetoshi Nishijima, Yuko Takeuchi, Toru Baba. Kiyoshi Kurosawa esteve ano passado na mostra da Fundaj com o idílio Para o outro lado, sobre a vida apos a morte. Neste Creepy o diretor japonês muda o tom e vai para aquilo que melhor entende (o terror) para falar sobre a morte iminente. No caso, um ex-detetive é convocado por um colega para investigar uma família desaparecida há seis anos. O ponto de partida são as lembranças da única sobrevivente da família. Ao mesmo tempo, ele descobre que seus vizinhos não são os verdadeiros pais da adolescente que vive com eles, nos entregando um estudo psicológico sobre as deformidades de uma família. Vencedor do Festival de Cinema de Fantasia 2016. 130 min. / Zeta / DCP / Scope / 14 anos


sábado, 10/12

14h50 - Noite de Verão em Barcelona
(Esp., 2013) De Dani de La Orden. Com Francesc Colomer, Jan Cornet, Laura Diaz. Durante o verão europeu, em agosto, época mais quente do continente, acontece um espetáculo único na noite do dia 18: o cometa Rose atravessa o céu de Barcelona sugerindo 500 histórias de amor. O filme resume seis delas. Pandora / 96 min. / DCP / 14 anos

16h40 – Fitzcarraldo
(Ale./Per., 1982) De Werner Herzog. Com Klaus Kinski, Claudia Cardinali, José Lewgoy. O grande tour de force da carreira de Herzog. Seu filme que é lembrado como o Apocalypse Now de Coppola ou o Comboio do Medo de William Friedkin. Início do século 20. Brian Sweeney Fitzgerald, mais conhecido com Fitzcarraldo, é um homem determinado que possui a louca ideia de construir uma casa de ópera no meio da floresta amazônica. Para conseguir o dinheiro necessário, ele explora borracha, mas precisa transportar o produto atravessando morros e matas com um barco. Melhor direção Cannes 1982 / Premiado em San Sebastian / Indicado ao Globo de Ouro 1983 filmes estrangeiro.  DCP / Zeta-FJ Filmes / 158 min. / Clássico /  Scope / 12 anos

19h20 - Depois da Tempestade
(Jap., 2016) De Hirokazu Koreeda. Com Hiroshi Abe, Yoko Maki, Kirin Kinn. O diretor Koreeda (Ninguém pode saber, 2014; O que eu mais desejo, 2012) nos dá mais aqui mais uma agridoce história familiar que estreme com a estrutura de todos a quem alcança. No enredo, o Japão está prestes a receber 23o tufão do ano, é quando uma idosa matriarca recebe em casa dois filhos que nunca a visitam. Um é um escritor ainda sofrendo com o divórcio e a outra a filha que tenta ser um exemplo. Juntos, eles esperam o tufão enquanto relembram a recente morte do pai e marido. Seleção Un Certain Regard Cannes 2016 - Imovision / DCP / Inédito / 117 min. / 12 anos

21h20 - É Apenas o Fim do Mundo
(Can./ Fra., 2016) De Xavier Dolan. Com Vincent Cassel, Marion Cotillard, Léa Seydoux, Nathalie Baye, Gaspard Ulliel. O prodígio canadense provocou rebuliço, mais uma vez, em Cannes 2016 por este seu 6o longa-metragem, que foi vaiado durante a sessão na mostra competitiva. Com um elenco francês dos sonhos, Dolan fala aqui de um escritor longe de casa há 12 anos que reencontra a mãe, irmã, irmão e cunhada para dizer a eles que sofre de uma doença terminal. Tudo foge do controle e a histeria toma conta do ambiente. E as brigas não são suaves. Grande Prêmio do Júri e o Prêmio Ecumênico de Cannes 2016. Califórnia / 99 min. / Inédito / DCP / Plano / 16 anos

domingo, 11/12

14h - O Ignorante
(Fra., 2016) De Paul Vecchiali. Com Catherine Deneuve, Mathieu Amalric, Pascal Cervo, Paul Vecchiali. Apesar de um grande carinho um pelo outro, pai e filho convivem por nove anos administrando as diferenças de suas personalidades distintas. O mais novo filme do veterano Vecchiali que, aos 86 anos, criou essa obra sobre um velho pai perto da morte que decide revisar sobre sua vida. Indicado a Palma Queer em Cannes 2016 . Supo Mungam Films / Inédico / 116 min. / DCP / 12 anos

16h15 - De Punhos Cerrados
(Ita., 1965). De Marco Bellocchio. Com Lou Castel, Paola Pitagora, Marino Mase. Apresentamos em copia restaurada este que é o 2o e celebrado filme do diretor que viria a nos dar obras como Diabo no Corpo; Bom Dia, Noite; Vincere; A Bela que Dorme. Em De Punhos Cerrados, um jovem epiléptico e paranóico que mora numa propriedade rural  com outros dois irmãos, uma irmã e mãe cega. Com o intuito de ajudar o único irmão saudável da família a sair daquele lugar, o jovem começa a praticar assassinatos. Premiado no Festival de Veneza e  Locarno 1965. 105 min. / Fênix Filmes / Clássico / DCP / Plano / 14 anos

18h20 - Sangue do Meu Sangue
(Ita., Fra., Sui., 2015) De Marco Bellocchio. Roberto Herlitzka, Píer Giorgi Bellocchio, Alba Rohrwacher. Bellocchio cria uma incrível e inesperada relação entre uma situação religiosa num convento do século 17 com – quando um homem precisa provar que a amante de seu falecido irmão-padre não é um bruxa a fim de que seja enterrado em solo sagrado -, com o século 21, quando o mesmo convento é alvo de especulação imobiliária e seu dono, um velho misterioso, só sai à noite. Prêmio da crítica Fest. Veneza 2015. Inédito / DCP / 106 min. / DCP / Fênix Filmes. / 14 anos

20h25 - Canção da Volta
(Bra., 2016) De Gustavo Rosa de Moura. Com João Miguel, Marina Person, Marat Descartes, Francisco Miguez. Em seu primeiro longa-metragem Gustavo Rosa de Moura conta a história de um casal que verdadeiramente se ama mas precisa lidar com problemas que abalam a relação dura, em que criam os filhos com dificuldade. 98 min. / DCP / Pandora / Inédito / 14 anos


segunda-feira, 12/12


13h30 – Aquarius
(Bra., 2016) De Kleber Mendonça Filho. Com Sonia Braga, Maeve Jinkings, Irandhir Santos. Clara tem 65 anos, é jornalista aposentada, viúva e mãe de três adultos. Ela mora em um apartamento localizado na Av. Boa Viagem, no Recife, onde criou seus filhos e viveu boa parte de sua vida. Interessada em construir um novo prédio no espaço, os responsáveis por uma construtora conseguiram adquirir quase todos os apartamentos do prédio, menos o dela. Por mais que tenha deixado bem claro que não pretende vendê-lo, Clara sofre todo tipo de assédio e ameaça para que mude de ideia. 145 min/ 16 anos/ DCP/ Vitrine Filmes


16h - palestra com Sérgio Rizzo- Audiovisual e redes no século 21: uma perspectiva educacional 
Palestras sobre O Audiovisual no Século 21, com o professor Dr. Sérgio Rizzo, enfocando a centralidade das linguagens audiovisuais e as novas tecnologias em nossa sociedade da imagem e do consumo e, de que forma podemos desenvolver um pensamento mais crítico e reflexivo acerca dessa profusão imagética e compor novos processos de ensino-aprendizagem.
sobre Sérgio Rizzo
Nasceu em 1965 em São Paulo, é jornalista, professor, crítico, curador e autor de livros em cinema e educação. Mestre em Artes/Cinema, com uma dissertação sobre a obra de Woody Allen, e doutor em Meios e Processos Audiovisuais, com uma tese sobre a formação de professores para a educação audiovisual, pela ECA-USP. É apresentador do canal de TV Arte 1, colaborador dos jornais "O Globo", "Valor Econômico" e "Folha de S. Paulo", e de publicações na área de educação, como o jornal "Mundo" e o portal "Carta Educação". Professor na pós-graduação da FAAP e da PUC-SP. É autor dos livros "Cinema e Educação - 200 Filmes sobre a Escola e a Vida" (Editora Segmento), "Família e Educação - Quatro Olhares" (Editora Papirus) e "Vitória - Ayrton Senna" (Editora Melhoramentos).


18h20 - Travessia
(Bra., 2016) De João Gabriel. Com Chico Diaz, Caio Castro, Camilla Camargo. Salvador, Brasil. Roberto acabou de perder a esposa e está solitário e infeliz. Além disso, o relacionamento com seu único filho, Júlio, vai de mal a pior. Um dia, após se embebedar e fracassar ao tentar contratar uma prostituta, ele acaba atropelando um garoto. Desesperado, ele coloca o menino no carro e o leva ao hospital mais próximo. Apesar do socorro imediato, Roberto precisa prestar esclarecimentos na polícia e corre o risco de ser preso. 16 anos / 90 min. / DCP / O2 Filmes / Inédito

20h10 - Um dia difícil
(Cor. do Sul, 2015) De Seong-Hoon Kim. Com Lee Sun-kyun, Jin-Woong Cho, Jeong Man-Sik. Voltando do enterro de sua mãe, Gun-su, detetive da polícia criminal, mata um homem em um acidente de carro. Para encobrir o caso, ele decide esconder o corpo do homem no caixão de sua mãe. Quando o caso ganha importância na polícia, seu parceiro de trabalho é nomeado para fazer a investigação enquanto uma testemunha começa a caçá-lo. Indicado pelo roteiro, edição e melhor ator no Asian Film Awards. 111 min. / DCP/ 14 anos / Fênix Filmes / Scope

terça-feira, 13/12


13h30 - Noite de Verão em Barcelona - (2ª exibição)
(Esp., 2013) De Dani de La Orden. Com Francesc Colomer, Jan Cornet, Laura Diaz.
Pandora / 96 min. / DCP / 14 anos


15h20 – De Palma - (2a exibição)
(EUA, 2016) De Noah Baumbach e Jake Paltrow. Com Brian De Palma.
RF Features / DCP / 110 min. / 14 anos/ Plano


17h30 - Estive em Lisboa e Lembrei de Você
(Bra./Por., 2016) De José Barahona. Com Paulo Azevedo, Amanda Fontoura, Renata Ferraz. Sérgio de Souza Sampaio mora em Minas Gerais e trabalha na Companhia Industrial de Cataguases. Levando uma vida modesta, ele decide emigrar para Lisboa, em Portugal. 94 min. / DCP / 16 anos / Fênix Filmes / Inédito

19h20 – Martírio
(Bra., 2016) De Vincent Carelil, Ernesto de Carvalho, Tita. Documentário. Carelli (Vídeo nas Aldeias) faz aqui um trabalho de proporções épicas sobre resistência em mais uma história de covardia contra a população indígena. O filme propões um retorno ao princípio da grande marcha de retomada dos territórios sagrados Guarani Kaiowá, com um registro do nascedouro do movimento na década de 1980. Vinte anos mais tarde, tomado pelos relatos de sucessivos massacres, o filme busca as origens deste genocídio, um conflito de forças desproporcionais: a insurgência pacífica e obstinada dos despossuídos Guarani Kaiowá frente ao poderoso aparato do agronegócio. Melhor filme júri popular e menção honrosa Júri oficial no 49o Festival de Brasília. / Melhor Filme Latinoamericano 31º Fest. de Mar del Plata. 160 min. / DCP / Livre / Vídeo nas Aldeias / Plano



quarta-feira, 14/12

14h30 - Canção da Volta - (2a exibição)
(Bra., 2016) De Gustavo Rosa de Moura. Com João Miguel, Marina Person, Marat Descartes, Francisco Miguez.
98 min. / DCP / Pandora / Inédito / 14 anos


16h30 - Satânico
(EUA, 2016) De Jeffrey G. Hunt. Com Marc Barnes, Sarah Hyland, Steven Krueger. Diretor da série C.S.I., Jeffrey Hunt, chega ao cinema por este filme de horror. Quatro jovens buscando aventura e ocultismo decidem parar em Los Angeles, tudo para encontrar locais onde foram realizados atos de satanismo. Eles se envolvem em um culto no qual uma menina que seria morta em um ritual. O problema é que a jovem é mais perigosa do que imaginavam. 85 min. / 16 anos/ Fênix Filmes / Inédito



18h10 - Curtas PE 1 (duração 68 min.) preço único: R$ 3

  • Quarto para alugar
De Enock Carvalho e Matheus Farias. Com Joana Gatis, Clebia Sousa. Letícia mora sozinha. Após conhecer Gabriela numa festa e trazê-la para casa, estranhas movimentações passam a se desenvolver em seu antigo apartamento. 21 min. / 14 anos

  • Domingos
De Jota Bosco. Domingos é uma pessoa pacata, tímida, “invisível” e podemos notar isso na repetição de seus hábitos diários: acordar, tomar café, ir pro trabalho, voltar pra casa, assistir TV, dormir. Mas Domingos possui um terrível segredo…  20 min. / 14 anos

  • Porteiro do Dia
De Fabio Leal. Com Carlos Eduardo Ferraz e Edilson Silva. Marcelo decide ir além com Márcio. 26 min. / 18 anos



19h40 - Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos + debate com o diretor Sérgio Oliveira
(Bra., 2016) De Sérgio Oliveira. Documentário. sinopse: Uma tradicional orquestra de baile sertaneja, a SuperOara, anima festas de debutantes de vestidos vaporosos e cores vibrantes. Enquanto isso, esse mesmo Sertão, território mítico do imaginário brasileiro, é transformado em sua paisagem por grandes obras, ao ritmo de máquinas e operários. Super Orquestra Arcoverdense de Ritmos Americanos é um documentário em tom fabular que faz um recorte de um sertão contemporâneo onde alguns privilegiados celebram e outros menos afortunados, animais incluídos, dançam, cantam, mas não são convidados para a festa. Strangers in the night...79.min. / Inédito / DCP / Plano / Plano

quinta-feira, 15/12


14h20 - Boi Neon
(Bra., 2015) De Gabriel Mascaro. Com Maeve Jinkings, Juliano Cazarré, Vinícius de Oliveira. Nos bastidores das Vaquejadas, Iremar prepara os bois antes de soltá-los na arena. Levando a vida na estrada, o caminhão que transporta os bois para o evento é também a casa improvisada de Iremar e seus colegas de trabalho: Zé,  seu parceiro de curral, e Galega, dançarina, motorista do caminhão e mãe da audaciosa Cacá. Juntos, eles formam uma família improvisada e unida. O cotidiano é intenso e visceral, mas algo inspira novas ambições em Iremar: a recente industrialização e o pólo de confecção de roupas na região do semiárido nordestino. Premiado em Catagena, Buenos Aires, Guadalajara, Prêmio da Critica em Hamburgo, Havana, Marrakesh, Menção honrosa em Nantes, Festival do Rio, Toronto, Transilvânia, Veneza (prémio do júri mostra Horizonte). 101 min. / Imovision / 16 anos / DCP / Scope


16h30 - Lua em Sagitário
(Bra., 2016) De Marcia Paraíso. Com Elke Maravilha, Serguei, Manuela Campagna, Fagundes Emanuel, Jean Pierre. Neste que é a última aparição de Elke Maravilha no cinema (que faleceu um mês antes da estreia do filme), conhecemos Ana, uma jovem de 17 anos que vive em uma cidade fronteiriça entre o Brasil e a Argentina. Lá, ela não tem opções de lazer e nem acesso à internet. Seu único refúgio é visitar um sebo/lanhouse conhecido como "A Caverna". É lá que ela conhece um rapaz por quem vai se apaixonar. 100 min. / DCP / 14 anos / Elo Company


18h30 - Curtas PE 2 (duração 80 min.)  preço único: R$ 3


  • Black out
De Adalmir da Silva, Felipe Peres Calheiros, Francisco Mendes, Jocicleide Valdeci de Oliveira, Jocilene Valdeci de Oliveira, Martinho Mendes, Paulo Sano e Sérgio Santos. Quilombo de Conceição das Crioulas, Salgueiro, sertão de Pernambuco, Nordeste do Brasil. Um filme sobre o invisível. Coletivo Asterisco e Crioulas Vídeo. 13 min. / Livre / DCP

  • Iluminadas
De Gabi Saegesser. Uma luz para falar sobre o mistério. 14 min. / Livre / DCP

  • Represa
De Milena Times. Com Sebastião Formiga e Verônica Cavalcanti. Toda barreira tem sua fresta. 23 min. / 12 anos / DCP

- O delírio é a redenção dos aflitos

De Fellipe Fernandes. Com Nash Laila, Melissa Fernandes, Amanda Gabriel, Everton Gomes. Raquel é a moradora de um prédio-caixão, condenado por um risco de desabamento. Última residente a permanecer no edifício, ela precisa se mudar o quanto antes para garantir a segurança de sua família. 21 min. / Livre / DCP

  • Fotograma
De Luís Henrique Leal e Caio Zatti. Documentário. Imagens do mundo e inscrições da barbárie. Fragmentos de um filme que nos falta restituir. 9 min. / Livre / DCP


20h - As Confissões
(Ita., 2016) De Roberto Andò. Com Toni Servillo, Daniel Auteuil, Pierfrancesco Favino. Famoso pelo seu personagem Jep em A Grande Beleza, Toni Servillo vive aqui um carismático monge que foi convidado para participar de uma reunião com ministros de finanças em um luxuoso hotel na costa do Báltica. Mas quem convidou o frade para a reunião? E quem matou um dos financiadores que tinham planos radicais de mudar a ordem econômica mundial? Melhor fotografia pelo Sindicado dos Jornalistas Italianos 100 min. / 14 anos / Mares Filmes / Scope / DCP


sexta-feira, 16/12

14h35 - Tangerine
(EUA, 2015) De Sean Baker. Com Kitana Kiki Rodriguez, Mya Taylor, Mickey O'Hagan. Assim que sai da prisão, a garota de programa transexual Sin-Dee Rela descobre através de sua melhor amiga que o namorado Chester está saindo com outra pessoa, uma mulher cisgênero. Sin-Dee decide encontrar os dois e puni-los pela traição. Melhor atriz no Independent Spirit Awards 2016 / Seleção oficial Festival de Londres e Sidney 2015 / Premiado no Festival do Rio 2015 88 min. / 16 anos / Zeta Filmes / Scope / DCP

16h25 - Animal Político
Brasil, 2015) De Tião. Com Elisa Heidrich, Victor Laet, Isabel Novaes, Rodrigo Bolzan. Uma vaca sempre levou uma vida tranquila: ela tem pais que a amam, boas condições financeiras, muitos amigos. Ela sempre sai, se diverte, faz compras no shopping e passa o tempo na academia. Mesmo assim, existe uma sensação de vazio. A vaca tenta estudar e se tornar culta, mas isso também não alivia as angústias. Ela decide então partir sem um destino preciso, em busca de autoconhecimento. Seleção oficial Mostra de Tiradentes e Janela 2016 76 min. / DCP / 14 anos


18h - Mercuriales
(Moldávia, 2014) De Virgil Vernier. Com Ana Neborac, Philippine Stindel, Jad Solesme. Lisa é uma garota da Moldávia, que se muda para a periferia de Paris em busca de novas oportunidades profissionais, embora ainda sinta saudades de seu país. A francesa Joane gostaria de se tornar dançarina, mas nunca fez aulas de dança. As duas se encontram durante um emprego temporário nas sofisticadas torres empresariais Mercuriales e se tornam mais que amigas enquanto saem juntas pela noite. Prêmio do Júri no Festival de Torino 2014 / Prêmio Especial do Júri no Olha de Cinema 2015 108 min. / 18 anos / DCP / Supo Mungam Filmes / Inédito

20h10 - Sieranevada
(Romênia, 2016) De Cristi Puiu. Com Mimi Branescu, Judith State, Bogdan Dumitrache. O novo filme do diretor do inesquecível A Morte do Sr. Lazarescu (exibido no Cinema da Fundação em 2005) agora nos traz essa história que acontece três dias após o ataque terrorista à redação do semanário Charlie Hebdo e 40 dias após a morte do pai de Larry, um médico quarentão. Ele se prepara para passar o sábado em família como homenagem ao falecido. A ocasião, no entanto, não acontece de acordo com suas expectativas. Indicado à Palma de Ouro Cannes 2016. 173 min. / DCP / Mares Filmes / Inédito


sábado, 17/12

14h30 - Academia das Musas
(Esp., 2016) De José Luis Guerín. Com Emanuela Forgetta, Mireia Iniesta, Raffaele Pinto. Questionado por sua esposa sobre a abordagem pedagógica que pretende adotar no curso "A Academia de Musas", sobre a reforma do mundo pela poesia, um professor de filologia fala da mítica figura das musas que inspiram escritores a criar algo inexistente. Mas o projeto toma rumos inesperados quando o professor se envolve com algumas alunas. Melhor direção no Festival de Cartagena 2016 92 min. / 10 anos / DCP / Supo Mungam Films / Inédito

16h15 - Blow up
(Ita., Ing., EUA, 1966) De Michelangelo Antonioni. Com Vanessa Redgrave, David Hemmings, Sarah Miles. Oportunidade de ver no cinema essa Palma de Ouro que viria a redefinir a ideia do olhar cinematográfico. No enredo, um fotógrafo de moda que não suporta mais o mundo em que vive. Um dia, ao passar por um parque de Londres, ele vê um casal à distância e resolve fotografá-los. Ao vê-lo uma mulher corre ao seu encontro, pedindo que lhe entregue os negativos das fotos. Ele se recusa e vai embora, mas ela descobre o endereço de seu estúdio e vai visitá-lo e tenta seduzi-lo. Ao revelar as fotos, Thomas percebe que pode ter documentado, sem querer, um assassinato. Palma de Ouro em Cannes 1967 / Indicado ao Oscar 1967 de direção e roteiro original. 110 min./ Zeta Filmes / DCP / Versão restaurada


18h25 - O Lamento
(Coréia do sul, 2016) De Na Hong-jin. Com Kwak Do-Won, Hwang Jeong-min, Chun Woo-hee. Trazemos o novo filme do radical sucoreano Na Hong-jin (do violento, O Caçador, exibido na nossa mostra de 2008). Desta vez, um estranho e um inspetor de polícia se unem para desvendar o segredo por trás de uma epidemia fantástica que se abateu sobre um vilarejo. Neste contexto, um pai se esforça para manter a filha pequena livre do ataque iminente. Um filme para fortes. Premiado no Fantasia Film Festival 2016. 156 min. / DCP / Califórnia / Inédito / Scope

21h20 - O que Está por Vir
(Fra., Ale., 2016) De Mia Hansen-Løve. Com Isabelle Huppert, André Marcon, Roman Kolinka. A diretora parisiense Hansen-Løve (Adeus, Primeiro Amor e Eden exibidos na nossa mostra em 2011 e 2014) apresenta mais uma forte personagem através de Nathalie. Ela era uma mãe de família com dois filhos e professora de filosofia realizada, até que toda a sua vida começa a ruir. Ela é traída pelo marido, demitida do emprego e perde a mãe. Sozinha aos 55 anos de idade, ela precisa lidar com o abandono e todos os seus conflitos. Melhor direção Festival de Berlim 2016. 98 min. / Zeta Filmes / 14 anos / Plano


domingo, 18/12

13h30 - Gianni Schicchi
(EUA, 2016) De Woody Allen e Kathleen Smith Blecher. Maestro Grant Gershon. Com Placido Domingo, Arturo Chacón-Cruz, Andriana Chuchman, Meredith Arwady. O Cinema da Fundação em parceria com a distribuidora Bonfilm dá partida a uma série de exibições de óperas que se estenderá até março de 2017. Em “Gianni Schicchi”, escrita em 1918 por Giacomo Puccini, temos Buoso Donati morre e deixa em testamento toda sua fortuna para igreja. A família, cobiçando a herança, chama Gianni Schicchi para se passar pelo morto e alterar o testamento. Todos estão cientes de que a pena para esse tipo de crime é o exílio de Florença e o corte da mão direita. Imitando o falecido, Schicchi dá um golpe em toda a família e deixa os bens mais preciosos para si mesmo. Apresentada com a Orquestra e Coro da Ópera de Los Angeles. DCP / Inédito / 50 min. / Bonfilm / Livre / Ingresso especial : R$ 16 e R$ 8 (meia).


14h40 - Paz para nós em Nossos Sonhos
(Lituânia/Fra./Rus., 2016) De Sharunas Bartas Com Ina Marija Bartaité, Lora Kmieliauskaite, Sharunas Bartas. Um dia de verão. Um homem, sua atual esposa e filha chegam em sua casa de campo no fim de semana. Desde a morte de sua mãe, a filha de 16 anos agora vive com seu pai que não se dedica muito em passar o tempo com ela. Ele está cansado de sua rotina diária no trabalho e não sabe onde encontrar a força para continuar. Sua esposa, um violinista, perdeu a alegria de viver. Ela está perdida entre a música, o amor e a carreira. Mesmo que eles se amem, sua relação é tensa e está à beira do colapso. Vencedor de 5 prêmios no Festival da Lituânia. 107 min. / Supo Mungam Films / 14 anos / Inédito / DCP

16h50 - Garota Desconhecida
(Bélgica/França, 2016) De Luc Dardenne e Jean-Pierre Dardenne. Com Adèle Haenel, Jérémie Renier, Christelle Cornil. Os Dardenne (O Filho; A Criança; O Silêncio de Lorna; O Garoto da Bicicleta; Dois Dias, Uma Noite; todos exibidos no Cinema da Fundação) acertam mais uma vez nesta história de culpa e responsabilidade humana, contada com a habitual objetividade dos irmãos belgas. Aqu/ i uma médica disciplinada fica abalada ao saber do falecimento de uma jovem que procurou a clínica em que trabalha, mas não conseguiu atendimento por ter chegado uma hora após o horário de encerramento. Descobrir a identidade dessa jovem torna-se uma questão de justiça para a médica. Indicado à Palma de Ouro em Cannes 2016. 106 min. / Inédito / Califórnia / Plano

19h - Belos Sonhos
(Ita., 2016) De Marco Bellocchio. Com Valerio Mastandrea, Barbara Ronchi, Bérénice Bejo. Neste que é o mais novo filme do maior diretor da Itália em atividade, conhecemos a infância de Massimo, um garoto de nove anos, que é abalada pela morte de sua mãe, que ele se recusa a aceitar. Anos mais tarde, na década de 1990, Massimo é um jornalista realizado. Mas após cobrir a guerra em Saravejo, ele começa a ter ataques de pânico. Baseado no romance autobiográfico homônimo de Massimo Gramellini, vice-diretor do jornal italiano "La Stampa". Abertura da Quinzena dos Realizadores Cannes 2016 / Abertura da 40º Mostra de SP 2016. 130 min. / Mares Filmes / Inédito / DCP /


quarta-feira, 28 de setembro de 2016

programação outubro 2016



No domingo (09/10) fomos pegos de surpresa com um problema técnico no equipamento de projeção e fomos obrigados a cancelar as sessões.
Estamos trabalhando para resolver da maneira mais rápida - dentro dos critérios e exigências de uma instituição pública - o reparo ou troca de um peça defeituosa.
Reforçamos que não teremos sessões até sexta (14/10).
Obrigado pela compreensão.